Analytics

domingo, 20 de julho de 2008

Distopia Virtual



Emprestei o nome deste post, diretamente da coluna do Thomaz Wood Jr, que está na Carta Capital desta semana. Não só emprestei o nome como estou sugerindo que você clique ali e leia esta matéria na íntegra. É muito importante ver como todas as mudanças são precedidas de um "incomodo humano".
O texto apresenta uma preocupação que já é bastante comum, sobre a falta de profundidade neste novo mundo virtual, mas ao mesmo tempo apresenta como grandes mudanças foram precedidas por receios sobre os efeitos que elas podem gerar, muitas vezes descabidas.

O que tem isso a ver com o mundo dos livros?
Leiam que vale a pena.

Um comentário:

I. Boris Vinha disse...

Olá Gerson,

Verdade, o Sócrates estava certo!
São tantas as informações que recebemos que nem 10% são acumuladas em nossa memória. O resto é despejado na "lixeira" do subconsciente.
Que dá saudades de uma boa caneta Parker, dá, isso dá! ...Somente os acima de 50 anos de idade é que se lembram das canetas tinteiros Parker.
Eu mesmo, de vez em quando, tiro minha máquina de escrever elétrica portátil do baú...e escrevo contente. É a saudade! E tão bom escrever nela!
E escrever em papel tem, sim, muito a ver com o mundo dos livros. Tem gente por aí, os defensores da Internet, dos e-books, dizendo que o livro de papel vai acabar.
Vai nada! Ler os e-books na tela brilhante deixa-nos quase cegos, é muito mais gostoso folhear página por página um bom livro!
...De preferência em uma boa rede na casa de praia, lá em Juquehy...

Gerson, aproveitando o comentário, já que não tenho seu e-mail, você recebeu o livro que a All Print lhe enviou. A MULHER O 'XX' E A SUPERIORIDADE.
Você solicitou para enviar-lhe um exemplar e a editora enviou para a sua Empresa, aos seus cuidados.