Analytics

sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

Papai Noel levou um susto

O mês de novembro de fato desacelerou muito o ritmo que 2008 vinha desenvolvendo, com todo mundo projetando um Natal gordo. Da forma que o mês passado terminou imaginei que Dezembro seria cruel, mas o bom velhinho resolveu dar uma força extra nos últimos dias e visitando as livrarias nos últimos dias pude perceber uma melhora expressiva no movimento, revertendo os indicadores de um Natal magro. Apesar de tudo, muito livreiro ainda teme por um 2009 muito duro. Será? Será que nossa percepção, nossas projeções não estão muito contaminadas pelo sensacionalismo da grande imprensa, que todo dia precisa de uma nova crise para vender jornal? Será que não estamos deixando de olhar para o que é relevante para nossos negócios. Será que nossos temores para 2009 não são apenas uma desculpa para deixarmos de investir no treinamento de nossas equipes, na análise mais profunda de nossas deficiências para não termos de enfrentar os desafios que se avizinham?

Será que nesta tão falada crise, não temos ai uma oportunidade vender mais livros?

Vamos ver no próximo Natal, quem se deu melhor e porque para saber as respostas das perguntas.

4 comentários:

Jaime Mendes disse...

Caro Gerson,

acabo de chegar da Zahar e posso dizer que dezembro está bom, sim.

Com relação á crise, semana dessas me dei conta que tinha passado vários dias sem comprar nada, nem um sorvete. É o inconsciente da crise que nos leva a tomar atitudes de manada; voltei a comprar. Concordo com você que está todo mundo muito preocupado com 2009, assim como também acho que devemos ser bem criativos pra enfrentar essa crise. As oportunidades vão aparecer para quem não ficar parado, só se lamentando. Vamos lá!

Vania Lacerda disse...

Olá, Gerson!
Contra todos os prognósticos, Dezembro foi um ótimo mes.
E quanto a 2009, é a tal história: temos que fazer o máximo, o melhor possível. Se ficarmos parados, claro que o ano será fraco...Temo que lembrar que vendemos, entre outras coisas, informação e conhecimento. E essas são "mercadorias" muito procuradas em época de crise.
Abraço.

dioguinho123 disse...

CARO GERSON, CRISE EXISTE NO ÍNTIMO DE CADA UM.EM 40ANOS DE VENDA DE LIVROS(JURÍDICOS)OS MELHORES MOMENTOS, FORAM OS MOMENTOS DE CRISE NOS OUTROS SETORES.É A HORA DE BUSCAR INFORMAÇÃO E CONHECIMENTO.COMO DIZ VANIA LACERDA. FORA DESSA TAL CRISE.NOSSOS CLIENTES:TROCA DE CARRO VIAJAM, PARA EUROPA ETC...DEIXAM DE COMPRAR LIVROS QUE É BARATO.ENTÃO MEU AMIGO VAMOS TRABALHAR!!!!CORRER ATRÁS.2009 VENDERÁ COMO EM TODOS OS OUTROS ANOS.OU MAIS.GILBERTO EDUARDO CHAVES

Gerson Ramos disse...

Pois é pessoal... É com determinação que enfrentamos as tempestades, com criatividade e inteligÊncia. Fico feliz de ver que não só os urubus de plantão foram espantados, mas também a turma aqui esta disposta a botar a faca nos dentes e chamar o bicho feio pra briga. Parabéns Pessoal, Assim é que se faz um Feliz ano Novo